84. Por que você gosta desses sapatos?

13.11.18

Queria muito escrever algo pro blog depois desse tempo todo sem internet e criatividade. Mas não queria desabafar sobre minhas crises existências como eu sempre faço. Então consultei aquela lista marota sobre o que escrever, e escolhi esse tópico.

No semestre passado a professora pediu para falarmos sobre um produto que usamos sempre, que confiamos e amamos e porque disso. Eu escolhi falar sobre o meu tênis que me acompanhou por tanto tempo, eu já tiver outros pares de converse all star, mas essa vermelhinho (que já não é tão vermelho assim) foi o mais especial pra mim. O que é muito estranho de se pensar porque é só um tênis certo. É sim só um tênis mas é um que gosto demais. Eu escrevia nele coisas importantes para mim, frases que de alguma forma era algo em que eu acredito ou luto para acreditar todos os dias.

Pøwer tø the løcal dreamer ou Pray I slay the dragon, enfim quando me pegava olhando pro chão lembrava que isso estava lá. Ou quando alguém me perguntava sobre eu lembrava o porque coloquei aquilo ali. Eu sou uma pessoas que sempre tem que estar lembrando das coisas sempre e sempre se não eu surto. E foi bom eu lembrar dessas coisas hoje, já que estou bem por incrível que pareça. 

E agora que meu tênis vermelho ta gasto que só (é serio, a sola tá tão fina que uma pedrinha a mais que eu pisar fura ela inteira) ganhei um novo semana passada. Espero que seja especial do mesmo jeito que o vermelho e o marrom que tinha antes (sem fotos, não consegui achar nenhuma :/ )

Ah, essa é uma postagem de "estou de volta" se vocês aceitarem! ou não. Vinda do além sem olhar duas vezes, bjs  love always 



Everything will be alright in the end

27.9.18


Depois da ultima atualização aqui no blog, tirei o app do Instagram e não dei uma olhadinha sequer desde daquele dia. Não sei dizer como isso aconteceu, porque já tinha tentado isso algumas vezes e eu sempre burlava minhas próprias regras. Mas dessa vez está tudo indo muito bem. Não to sentindo falta nem nada disso, se eu paro pra pensar as vezes da uma crise de "estou perdendo muita coisa sobre a vida dos outros" mas logo passa. Fiz isso com o principal objetivo de parar de me comparar com as pessoas que eu sigo. Focando no meu bem estar mesmo. Enfim, vamos ver até quando dura.

Estou me dedicando mais a leitura nesses últimos tempos, pelo menos voltando com o habito. Estou conseguindo ler no metrô, o que está facilitando muito e que me deixa bem mais inspirada. Terminei de ler Um estudo em vermelho do Arthur Conan Doyle e me deu uma saudade enorme da minha série Sherlock! Eu amo tanto essa obra, acho que vou acabar revendo já que acabei (finalmente) de assistir Lost. (o que é assunto pra uma proxima vez)

Não consigo terminar Prova de fogo, o segundo da série do Maze Runner. Eu amei tanto o primeiro livro mas esse segundo não me cativou nem um pouco, faz anos que estou pra terminar. É a terceira vez que estou tentando ler ele desde do começo mas não estou conseguindo argh! E eu odeio abandonar livros. Acho que ninguém gosta né. Mas por causa disso me sentia culpada por não ler ele e acabava não lendo nenhum, o que é pior ainda.

Vou me mudar e todas as minhas coisas estão empacotadas e empilhadas pelo quarto. Estou muito animada, mais do que eu esperava. Não estou indo morar sozinha nem nada disso. Mas é tão bom ver minha família feliz com uma conquista, mesmo parecendo algo simples. Mas acaba me deixando feliz também. Me faz sentir melhor e acreditar que tudo vai dar certo no final.

Ontem foi um dia super produtivo pra mim, talvez porque não tive aula. Mas mesmo assim, consegui fazer o que tinha planejado sem desculpas. Ainda estou com problema para acordar cedo e regular o meu sono, mas seguimos tentando. Fiz um vídeo ontem que me deixou bem feliz com o resultado. Vou deixar aqui pra vocês darem uma olhada. :)


Falta poucos dias pro meu aniversário (4 dias para ser exata) e eu não estou nem um pouco animada com isso, pra falar a verdade eu até tinha me esquecido que a data estava tão perto assim. Não sei dizer se isso é algo bom ou não. Eu quero muito sair pra algum lugar, que eu possa pensar ou algo assim. Passo muito tempo em casa e quando eu saio é só pra ir para a aula. Quero andar por ai, ir em algum lugar legal. Não sei. Gostaria muito de ter alguém pra chamar e ir comigo. Ou seria melhor eu ir sozinha? Bem eu não sei... De nada.

Finalizei dois trabalhos da faculdade essa semana. Mas falta o projeto do semestre e um outro sobre Big Data e etc. Que eu estou com muita preguiça de fazer mas já me encarreguei de pesquisar bem antes, então não tenho pra onde fugir. Tirando as atividades online que são a minha morte!

Enfim, apesar de tudo acho que as coisas estão melhorando afinal. Espero melhorar. 




blá blá blá

12.9.18

Olá, a bastante tempo eu queria fazer uma outra postagem mas fiquei adiando e adiando, e com isso
foram-se semanas. Eu não estava muito bem esses tempos atrás (não estou muito bem agora, mas talvez melhor que antes? Espero que melhor que antes) e um dos motivos de não ter escrito nada foi por não ter algo 'bom' pra contar. Queria fazer algo legal e interessante só que não estava motivada a fazer nada. Até as coisas que eu gosto de fazer eu acabei deixando de lado. É tão estranho, eu nem me lembro direito o que eu acabei fazendo desse tempo pra cá, aparece que eu estava naquele modo suspenso do computador. Ou que estive dormindo esse tempo todo. Aliás eu estou dormindo muito mais que o normal. Não estou gostando nem um pouco.

Enfim, decidi internamente que devo fazer mais coisas que eu gosto e começar a me organizar, ou algo assim. Fiz algumas listas de coisas pra fazer... Eu ainda não fiz nada, ainda.  Com essa nova ideia, vou tentar ser mais ativa aqui no blog, mesmo que todos as postagens sejam todas iguais. (porque querendo ou não, eu sempre falo as mesmas coisas de novo e de novo) Mas acredito que isso vai me manter ativa e ocupada, e é como dizem né. Mente vazia oficina do diabo. Eu não estou a disposição.

Tenho muito trabalho da faculdade pra fazer então vou ter que estuar bem mais, o que é bom... Certo?  E com isso estou pensando em escrever mais sobre a área de cinema e tudo o que eu vem junto. Assim, acredito o que tudo vai acabar se encaixando na minha cabecinha e dar certo.

Percebi que redes sociais estão me destruindo aos poucos e estou perdida. Na verdade eu já sabia disso mas quis dar uma de garota forte e ignorar, mas eu não consigo mais ignorar. (não to escrevendo isso como uma critica sobre o mundo digital e etc, é mais uma critica sobre mim) Eu acabo me pressionando involuntariamente a ser alguém que não sou, eu já fiz isso antes sobre outras circunstancias e não quero passar por isso de novo. Mesmo tento muitos problemas com quem eu sou, não estou disposta a deixar minha "personalidade" ir embora por motivos bobos como seguidores, curtidas e blá blá blá.

E pra começo de conversa eu criei esse blog justamente pra ser quem eu sou mesmo. Falar sobre o que eu gosto do meu jeitinho e ser feliz assim. Mas acho que não consegui fazer tudo isso ainda.

Resumindo, quero muito continuar a criar coisinhas aqui. Tenho uma explosão de ideias, sentimentos e  blá blá blá jogadas pelo quarto esperando uma carta de ação. Que eu preciso invocar! E talvez eu já tenha falado a mesma coisa aqui antes, mas tudo bem. Acho que a intenção conta bastante, e minha intenção é dar o melhor de mim e acordar desse sono que me persegue a todo momento. Dar um tapa na cara do que me faz mal e agir. Fazer o que me faz bem e com isso ir aprendendo mais como eu funciono nesse mundo. Estou disposta a melhorar. É isso. 

Agora pra fingir que esta tudo bem, assisti todos os filmes live action do Scooby-doo com o meu irmão e percebi que amo muito mais agora do que na época em que eu assistia. Meio confuso talvez? Mas me fez lembrar de muitas coisas boas de quando eu era criança e foi muito bom. E me identifiquei muito mais com a historia agora por incrível que pareça. 

Bem é isso ai. Até uma próxima. Prometo ser breve. 

Let's forget this all, move on

18.8.18


The concrete looks too thin to break my fall
I saw it all go down

The sunset's stretched across this nightime scene
The shadow grew as he she approached the ground
Let's forget this all, move on